Monday, October 8, 2007

The Wall


Estou calma, coisa que não me acontecia à muito... Porém, um medo se esconde cá dentro... Pergunto-me constantemente quanto tempo durará esta fase, visto que, ultimamente na minha vida tudo tem tendência para terminar depressa...

Seja como for, por enquanto mantenho-me na margem, não avanço nem recuo, à espera de ver o que acontece a seguir... Sei que não farei nada, sei que não correrei atrás... Simplesmente porque já não acredito em muitas coisa...

Esta descrença é atroz para alguém como eu, mas confesso que já nada me afecta como antes...
Tenho sempre um muro construído à minha volta, para não deixar ninguém entrar e , se por acaso, vacilar e quebrar as minhas defesas existe sempre uma arma sobressalente junto a mim que fecha a porta e me mantém num mundo paralelo, para não ser capaz de sentir... (Ah... As realidades paralelas...)

É tão estranho olhar para trás, ver o que fui e o que hoje sou... Cresceu em mim uma indiferença que me assusta. A facilidade com que me desligo das pessoas faz-me pensar em tudo...
Mesmo em tempo de Paz eu mantenho a armadura...

Espero um dia poder acordar com o coração a transbordar de alegria... Mas por enquanto, tudo o que estou capaz de sentir vem acompanhado de extrema prudência...
Bem, não se pode querer uma mudança radical em tão pouco tempo, não é?
Com calma lá chegarei... Carpe Diem...

2 comments:

sa said...

um dia a armadura quebrar-se-á... é sempre assim. :)
bjos

Popper said...

Pois, que queres que diga? Aconselho calma. Bjo. Bom FdS.