Friday, September 28, 2007

A porta


Não te esperava tão cedo, não pensei ser capaz de conseguir sentir o que quer que fosse e eis que, para meu espanto, chegas tu...

Sem aviso prévio, sem qualquer tipo de discussão, abriste a porta...

Tão pouco tempo e já me senti estremecer...

Como é curiosa a vida...


1 comment:

HeartLess said...

Se ela bate as asas com demasiada força, cai-lhe o decote...